Prefeitura de Belford Roxo leva idosos a exposição e musical sobre Senna

A alegria tomou conta de cerca de 100 idosos de Belford Roxo no último fim de semana. O motivo foi um passeio ao Teatro Riachuelo para visitar a exposição sobre Ayrton Senna e assistir o musical sobre o piloto. Dentro do projeto "+ Cultura ao Idoso" desenvolvido pela Secretaria do Idoso da Prefeitura de Belford Roxo. O projeto foi criado com o objetivo de diversificar a cultura para os idosos da cidade. Para participar dos passeios, os interessados devem procurar Policlínica do Idoso no bairro Farrula ou o Centro de Reabilitação que fica no bairro das Graças.  

O secretário adjunto do Idoso, André Feijão, já está pensando no próximo passeio e se diz satisfeito com o resultado. "A alegria e o sorriso no rosto dos idosos é recompensador, e tudo isso só tem sido possível graças ao apoio dado pelo prefeito Waguinho", disse André. Segundo Jefferson Domingos, um dos integrantes da equipe que comandou o passeio no último fim de semana, no ano passado os idosos visitaram o Circo Marcos Frota e a Quinta da Boa Vista, entre outros lugares. Quem também fez parte da equipe do passeio foram Yuri Nunes, Rockssane Domingos, Lucas Oliveira, Fátima Santos, Alan Oliveira e Juliana Rangel.

Durante o trajeto, o ônibus parecia que estava transportando jovens alunos, pois todos falavam ao mesmo tempo na maior euforia. Chegando ao teatro, os idosos puderam visitar uma exposição sobre a vida do ídolo. Com destaque para a foto do seu primeiro kart dado pelo pai, com o qual se apaixonaria pela velocidade. Outro destaque foi o banner em que estavam registradas suas 65 poles, recorde conquistado em 94 e que só foi superado ano passado por um de seus mais famosos fãs, o tetracampeão Lewis Hamilton.

Depois da visita à exposição, é hora do musical. Onde por mais de 2 horas a turma da terceira idade assistiu a um espetáculo de dança, canto e malabarismo, tudo revestido de muita tecnologia e luz. Com aplausos da plateia em vários momentos, o musical que teve um intervalo de 15 minutos, conseguiu voltar mantendo o ritmo e a atenção dos espectadores, que se emocionaram em vários momentos, principalmente no ato que mostra a vitória de Senna no Brasil, onde o público invadiu a pista ao final da corrida.

As amigas Geni Tavares, 76 anos e Iranir Martins, 77, falaram de suas emoções ao assistir ao musical. "Nos emocionamos muito, pois passamos a gostar de corrida por causa do Senna. Parávamos tudo na hora da corrida", disseram as amigas. Já Maria Linda, 74, disse que depois da morte de Ayrton Senna, nunca mais assistiu corridas de Fórmula 1. "Não tem mais graça assistir uma corrida depois daquele primeiro de maio, onde o nosso Senna nos deixou", emocionou-se ganhando um abraço da amiga Merani Francisco, 73. As amigas são integrantes do Grupo da Feliz Idade da Igreja Nossa Senhora da Conceição. 

 

Sine nas Comunidades registra quase mil atendiment...
Temer diz que reforma da Previdência pode sofrer m...