Proed forma mais de 800 alunos de Magé

Parceria formada entre Secretaria Municipal de Educação e Cultura com a PMERJ promove a conscientização sobre os perigos das drogas

Momentos de emoção e compromisso dos estudantes em Magé. A formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas, o Proerd, reuniu mais de 1.000 pessoas na Igreja Batista de Santo Aleixo e de Piabetá, para certificação dos alunos que participaram do projeto.

Desde 1992, o programa da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro vem atuando em escolas públicas levando informações sobre prevenção à violência e às drogas, um trabalho realizado de forma conjunta com o poder público.

A secretária de Educação e Cultura, Álison Brandão considera que os alunos concluíram uma etapa valiosa. “O Proerd é uma parceria que traz conhecimento e cultiva valores de família e de respeito. Ela é muito importante e nossas 104 unidades da rede municipal estão de portas abertas ao projeto que atende os alunos do 5º ano de escolaridade”, afirma.

O projeto é aplicado aos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e ao final das aulas, os alunos produzem uma redação sobre o que aprenderam com o projeto. As cinco melhores foram premiadas com um tablet: Eduardo Dantas de Medeiros da E. M. Celso Goulart; Riquelme de Souza Araújo da E. M. Ruth Taldo França; Emyli Barros Guedes da E. M. Alice Teixeira de Paiva; Bryan Santana da E. M. Alzira Vargas do Amaral Peixoto e Taissa Lorena da E. M. Professora Jupira Ferreira Correa.

O PROERD em Magé

“Esse ano o Proerd completa 24 anos em Magé, é um trabalho baseado no tripé Polícia Militar, Escola e Família, uma ação conjunta para conscientizar essas crianças e jovens sobre o uso e o abuso de drogas, ensinando eles a tomarem decisões assertivas através do modelo de tomada de decisão Proerd. E com isso, construir uma sociedade mais justa, sem drogas e sem violência”, explica o sargento José Goyanna, que faz parte da equipe do projeto.

Para aproximar esses três ambientes que fazem parte da vida do indivíduo ainda em fase de formação, que é o caso dos adolescentes, a primeira aula é realizada juntamente com os pais para esclarecer os métodos de trabalho e dividir com eles a importância da participação do suporte familiar para o sucesso nos resultados. Ao longo do semestre são 17 lições realizadas nas unidades escolares e com material didático fornecido gratuitamente pelo programa educacional.

Nesta etapa também participaram as unidades: E. M. Desembargador Oswaldo Portella, E. M. Evanir da Silva Gago, E. M. Francisco Rondinelli, E. M. Paroquial Nossa Senhora da Conceição, E. M. Anayde de Mello Guimarães, E. M. Mané Garrincha, E. M. Professora Elza Teixeira de Paiva, E. M. Geralda Izaura Ferreira Telles, E. M. Aureliano Coutinho, E. M. João Rodrigues e E. M. Bruno Rodrigues.

‘Arte na Praça’ e ‘Serveja’ neste final de semana ...
Avançam as obras nas comunidades da Zona Norte em ...