Agricultores comemoram cinco anos de feira em Piabetá

Iniciativa que acontece com apoio da Prefeitura e da Emater promove valorização da produção local e economia sustentável.

Há cinco anos um grupo de agricultores de Magé se reuniram para o lançamento da ‘Feira da Agricultura Famíliar’. Todo sábado, a partir das 7h, a Rua São Fidélis, ao lado do supermercado é o local onde estão as barraquinhas padronizadas e a produção rural da cidade, que chegou para conquistar e se apresentar para a população. Tem frutas, legumes, verduras, caldo de cana, plantas ornamentais, mudas, artesanato, produtos da agroindústria familiar, entre outros. O atendimento é feito pelos próprios agricultores, responsáveis pela produção.


Célio Alves está na feira desde sua primeira edição em 28 de julho de 2012. Ele conta que a população acolheu a comunidade agrícola e virou tradição:


-- Quem veio para conhecer sempre volta e ainda traz outras pessoas, já vieram clientes de outros municípios como Niterói e recebemos muitos elogios! As pessoas vêm e compram direto conosco, nos ajudando. Esses cincos anos são só de vitória!, comemora ele que enfatizou a participação da família na produção agrícola. “O que os clientes encontram na feira é produzido pelos agricultores, suas esposas e filhos”, completa.


A feira agrega uma série de benefícios ao agricultor, ao consumidor e ainda têm um viés cultural e de economia sustentável, segundo o engenheiro agrônomo do Cepta (Centro de Ensino, Pesquisa e Treinamento em Agroecologia).


“Essa feira só tem vantagens! Aproxima o meio rural e urbano, o agricultor recebe mais pelo o que produz porque ele compra semente, prepara a terra, corrige, colhe, paga pela caixa, pelo prego e por toda a estrutura e preparo do transporte do seu material e só perde passando para atravessadores, que repassam a produção para mercados e outras feiras de fora. Com a feira, nós estamos proporcionando maior renda ao agricultor de Magé, a população consome alimentos de melhor qualidade pois eles vêm frescos da terra, com maior durabilidade para a dona de casa. E para a cidade também é bom porque promove a circulação da renda dentro do município”, destaca.


Dos 26 produtores rurais que participam da feira, cerca de 90% vendem produtos orgânicos ou estão em fase transição para essa modalidade de cultivo, tudo com preço acessível e promovendo qualidade na alimentação dos consumidores. “É com muita alegria que comemoramos os cinco anos desta feira, nosso projeto é expandir para outros distritos que ainda não têm, levando alimentos de qualidade e também dando acesso aos alimentos orgânicos e biofortificados”.


Protegida por lei, aprovada na Câmara de Vereadores, quando o presidente era o vereador Rafael Tubarão que hoje é prefeito da cidade, a Feira semanal em Piabetá se tornou exemplo em termos legislativos e foi copiada por outros municípios pelo país. Com mais espaço para comercialização, uma vitrine do município para os próprios cidadãos. Afinal o produto ia para o Ceasa e voltava para Magé, um estímulo promovido pelo governo municipal com apoio decisivo do prefeito, de acordo com Edison Rodrigues, supervisor local da Emater-RJ em Magé. Ela surgiu de uma iniciativa conjunta entre a Secretaria de Agricultura Sustentável, Emater-Magé e da Organização Não-Governamental AS-PTA (Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa), atendendo a uma solicitação apresentada pelas cooperativas e associações de produtores rurais de Magé. O projeto conta ainda com o apoio do Banco do Brasil, Petrobrás, Ministério do Desenvolvimento Social e dos governos federal e estadual.

Continuar lendo

Exames de saúde gratuitos para agricultores de Magé

Para detectar os níveis de contaminação por agrotóxicos na população agrícola, a prefeitura realizou uma ação de saúde no Cepta nesta quarta-feira (26)

O Centro de Ensino, Pesquisa e Treinamento em Agroecologia (CEPTA) de Magé recebeu agricultores e equipes de saúde para o 2° Encontro de Agricultores para Exame de Colinesterase. O teste é realizado a partir do Programa Vigiagrotóxico e identifica a contaminação por uso de pesticidas entre outros venenos para combater pragas.

“Realizamos essa ação pensando na qualidade de vida do agricultor. Sabemos do ritmo de vida deles e o uso do agrotóxico é um instrumento que faz parte da rotina de trabalho. Então trouxemos a coordenação de Saúde do Trabalhador para realizar essa ação aqui no Cepta que é o coração da região agrícola”, justifica a secretária de Saúde, Carine Tavares.

Valdemiro Filho é pecuarista no Parque dos Artistas, bairro mais conhecido como Corocoxó, ele elogiou a preocupação do governo municipal com os agricultores e ainda ensina uma receita:

-- Essa é uma iniciativa excelente porque os produtores rurais não são como os trabalhadores formais, com férias e 13°. Eles trabalham quase que 24h e muitos não têm noção dos riscos. Sou instrutor da aeronáutica aposentado e lembro que um colega estava mexendo com agrotóxico e a embalagem, muito lisa, escorregou e ao bater no chão espirrou o produto no rosto e ele acabou desmaiando. As formigas atacaram e ele ficou desacordado no meio da propriedade, foi encontrado só no dia seguinte e ficou com sequelas por conta do acidente. Lá na minha propriedade, por exemplo, eu uso o besouro ‘rola bosta’ que come os fungos que podem atacar meu gado e não preciso vermifugar, senão após a aplicação do agrotóxico tenho que ficar 30 dias sem tirar leite do rebanho, afirma ele que é instrutor da aeronáutica aposentado e está concluindo o curso superior em Ciências Biológicas.

Um valioso indicador da relação entre exposição aos agrotóxicos e os problemas de saúde é o nível da enzima colinesterase no sangue. A inibição da colinesterase por meio dos compostos fosforados ou carbamatos provoca o acúmulo de acetilcolina, e o organismo passa a apresentar uma série de manifestações, segundo dados da UFRRJ.

Daniel Martins, superintendente de Vigilância em Saúde, e Fernanda Queiroz, coordenadora do Programa de Saúde do Trabalhador, fizeram uma apresentação explicando a importância dos equipamentos e manuseio adequado no uso desses recursos para o cuidado com animais e no plantio e alertaram sobre os riscos:

-- Essa é uma ação de prevenção, sabemos que a população tem muito pouco conhecimento a respeito dos riscos. Explicamos sobre manuseio adequado e uso de EPIs (equipamentos de proteção individual), além da coleta do sangue que será analisado e os resultados que apresentarem alterações, vamos encaminhar os pacientes para o tratamento na Fiocruz. Vamos realizar esse acompanhamento dos agricultores a cada seis meses, pois as taxas da enzima modificam num curto prazo de tempo, explica Fernanda.

Ação também comemora Dia de Prevenção de Acidentes de Trabalho

O evento realizado pela parceria entre as secretarias de Agricultura e de Saúde também antecipou a comemoração do Dia Nacional de Prevenção de Acidente de Trabalho que é nesta quinta-feira, 27 de julho.

“Além da coleta de sangue e trouxemos os programas Vigiagrotóxico, Vigiágua, 10 Minutos Salvam Vidas e de Nutrição que orientaram sobre os sintomas de contaminação, cuidados na manipulação de embalagens e a aplicação do agrotóxico tanto no campo, quanto na descontaminação pela lavagem dos alimentos. Eles ainda receberam doses de hipoclorito para colocar frutas, verduras e legumes de molho. Outra preocupação foi atualizar as vacinas, os trabalhadores do campo manipulam máquinas e têm contato com ferramentas, por isso receberam as doses de vacinas contra a hepatite B e antitetânica, e como são moradores de área de floresta e nosso município está fazendo a campanha de prevenção, imunizamos também contra a febre amarela e a gripe”, afirma a coordenadora de Saúde do Trabalhador.

O secretário de Agricultura Sustentável, Miro Amorim, destacou o evento como uma iniciativa pela qualidade de vida da comunidade rural. “Já tem sido de praxe essa parceria entre as secretarias e nosso prefeito Rafael Tubarão tem trabalhado pela melhoria na agricultura e na saúde do trabalhador rural. E essa ação é uma delas, vamos continuar também, incentivando a prática do cultivo de orgânicos que está conquistando cada vez mais adeptos. Temos 30 agricultores certificados e outros 30 em processo de certificação através da nossa secretaria, é uma ação que também colabora para que nossa comunidade use e consuma cada vez menos agrotóxicos”, analisa.

Continuar lendo

Prefeitura de Magé capacita merendeiras e auxiliares de cozinha

De 25 a 27 de julho, a Secretaria de Educação e Cultura (SMEC) realiza no auditório da SMEC, o "Curso de Boas Práticas de Manipulação em Serviços de Alimentação" para as merendeiras e auxiliares de cozinha das 103 escolas do município.

Capacitar é formar, trocar experiências e trazer novidade para o dia a dia do trabalho de 329 profissionais que se dedicam à merenda escolar. Álison Brandão, secretária de Educação e Cultura explica que "elas precisam está antenadas com as novidades que estão para acontecer na cozinha, as trocas de cardápio, o manuseio, a higiene, a vestimenta adequada e todas habilidades que elas precisam para está bem na cozinha".

A diretora do departamento de nutrição escolar, Roberta Simões relata a importância de fazer a diferença na alimentação, visto que muitos alunos só tem aquela alimentação durante o dia. "O cardápio é todo preparado com os nutrientes que os alunos precisam dentro da sua faixa etária. O cardápio das escolas parciais é um e o da creche é outro" afirma a diretora. Ainda complementa que "quando você capacita os profissionais, os alunos passam a ter uma alimentação de qualidade".

A merendeira Márcia Marinho afirma que a receita da merenda é o amor. "Para nós que trabalhamos com a alimentação diária esse evento é muito importante e a alimentação dos alunos precisa ser feita com muito amor e eu amo o que faço" enaltece a merendeira.

Continuar lendo

Sine anuncia vagas para atuar em obra da Construcap

Currículos serão recebidos até esta quarta-feira, 26/7

A agência do SINE (Sistema Nacional de Emprego) em Magé divulgou uma lista de profissionais que a empresa Construcap está buscando para o processo seletivo de 35 vagas. O Sine faz a mediação de mão-de-obra recebendo o cadastro de vagas das empresas com o perfil do profissional solicitado, e fazendo a triagem dos currículos inscritos no balcão de empregos de acordo com a empresa contratante.

As vagas são para armador, carpinteiro, lixador, operador de motoniveladora, operador de motosserra, operador de rolo compactador, operador de retroescavadeira, operador side boom e operador de trator com lâmina. É importante lembrar que para concorrer a qualquer uma dessas vagas, o interessado precisa ter no mínimo dois anos de experiência na área.

Para concorrer, os candidatos devem comparecer ao SINE até quarta-feira, 16/7, com o currículo e documentos pessoais para realizar o cadastro no balcão de empregos.

Serviço:
SINE:
Magé: Avenida Simão da Mota, 866, Centro 
Piabetá: Rodoviária de Piabetá

Continuar lendo

Responsabilidade ambiental é prioridade para a Prefeitura de Magé

As questões relacionadas à obra do Píer de Piedade têm sido motivo de muitos questionamentos. Há pouco mais de um ano, a gestão atual assumiu o mandato e, logo em seguida, deu início à busca pelos registros relacionados à obra. Por não haver nenhuma documentação que comprovasse seu licenciamento, a Prefeitura de Magé buscou informações e esclarecimentos junto a Área de Proteção Ambiental - APA de Guapimirim e ao INEA.

Em junho, a Prefeitura foi informada sobre a realização de uma vistoria técnica no local, realizada pela APA de Guapimirim em agosto de 2008. Solicitada pela Secretaria de Turismo e Meio Ambiente da época, a visita gerou exigências, por parte dos técnicos da APA, de instalação de lixeiras, placas educativas, acesso controlado de veículos para a comercialização de pescado e normas restritivas para a utilização da concha acústica

Após esta vistoria, a APA informou também que a obra só poderia ser realizada mediante ao controle rigoroso da rede de esgoto e da emissão de ruídos na realização de eventos. Além disso, o projeto deveria ser licenciado pelo órgão ambiental estadual (Art. 2º da Resolução CONAMA 237/97). Porém, vale ressaltar, que há pouco tempo foi feita uma visita ao local por representantes da Prefeitura que constataram que essas medidas não foram tomadas durante a gestão anterior. Outra questão observada foi a deterioração dos materiais devido a má qualidade e mau uso dos mesmos. Em relação ao licenciamento ambiental, o Instituto Estadual do Ambiente - INEA informou que não há registros do processo e que a medida cabível para este caso seria a abertura de um novo processo para agilizar qualquer procedimento.

É fato que a área apresenta um grande potencial econômico, turístico e ecológico que deve e merece ser explorado, porém, em tempos de crise financeira em todo o país, a prioridade da gestão atual é investir na saúde, educação, funcionalismo e serviços essenciais. E, considerando todos os fatos já mencionados, é possível perceber a dificuldade de retomar o projeto do píer, por ter um alto custo para as atuais possibilidades orçamentárias. Assim, a Prefeitura de Magé se dispõe a manter aberto o canal de comunicação com moradores e seus representantes, para que sejam encontradas as soluções e apoio no sentido de ações em conjunto para que sejam realizadas melhorias no píer. A Prefeitura tem tomado as medidas necessárias para retomar os processos e obter licenciamento junto ao INEA para conseguir a anuência da APA de Guapimirim.

Continuar lendo

Campanha de doação de sangue mobiliza população mageense

Em um ato de amor e solidariedade, o Hospital Municipal de Magé em parceria com o HEMORIO realizou hoje a campanha de doação de sangue do município. A população mageense mostrou sua força e por isso a meta foi atingida com 120 pessoas cadastradas e 89 bolsas colhidas.

A Secretária de Saúde, Carine Tavares, participou da campanha e falou que é lindo ver a população da cidade se mobilizar para doar sangue e salvar vidas. Já a cidadã mageense Fernanda Ventura falou sobre a emoção de doar sangue "eu decidi doar para ajudar as pessoas que precisam e ajudar o banco de sangue da nossa cidade que precisa do nosso apoio".

A médica da coleta externa do HEMORIO, Carolina Godoy, falou sobre a importância do povo mageense. "Apesar de ser um município distante, a gente não perde tempo quando realiza essas campanhas aqui em Magé. É um município que tem muito doador, então vale a pena trazer a equipe e todo o material" explica a médica.

O processo de doação teve várias etapas, como: o cadastramento de dados dos doadores, preenchimento de formulário, hidratação com água e suco, entrevista com um agente do HEMORIO, aferição de pressão, temperatura e hemoglobina. Após essas etapas, os doadores que estavam aptos fizeram a doação e logo depois uma hidratação com suco e um lanche.

Continuar lendo

Começa a 10º conferência de assistência social em Magé

Representantes do poder público, de instituições locais e da sociedade civil participaram da solenidade de abertura da 10ª edição da Conferência Municipal de Assistência Social, realizada na quadra da Escola Municipal Desembargador Oswaldo Portella, nesta quinta-feira (20).

“Reconhecemos que este é um espaço importante de construção do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) em Magé. É mais um momento em que se destaca a importância de cada agente social, que seja de fato o momento de elaborar propostas para construir uma melhor política de Assistência Social”, declarou Terlane Pinto Ribeiro, da Associação Pestalozzi, que representou as instituições da sociedade civil.

O procurador-geral do município, Paulo Henrique Pinto de Mello, reforçou o engajamento da gestão nas conferências municipais para a elaboração de políticas públicas que atendam aos mageenses.

“A conferência é muito importante para somar os diferentes agentes da sociedade e do governo para pensar nas políticas públicas. É como o prefeito Rafael Tubarão sempre destaca: o maior patrimônio do município são os cidadãos mageenses. Precisamos muito nesse momento de crise, ter propostas para empregar melhor nossos recursos financeiros e humanos e que os resultados sejam efetivamente reconhecidos”, afirmou ele que também convocou os participantes para a doação de sangue que acontece nesta sexta-feira (21), no Hospital de Magé.

A secretária de Fazenda, Monique Tavares, que representou a secretária Bianca Vasconcellos, da pasta de Assistência Social e Direitos Humanos, a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Rita de Cassia da Costa, e Vera Lucia França que representou os usuários do SUAS, também compuseram a mesa da cerimônia que contou com a participação dos secretários municipais de Trabalho, Emprego e Geração de Renda, Gilmar Correa; o secretário de Esporte, Turismo, Lazer e Terceira Idade, Wagner Rosa, e a secretária de Saúde, Carine Tavares.

O regimento interno que vai orientar as discussões que acontecem amanhã, na segunda etapa da Conferência, foram aprovados pelo delegados participantes. A plenária continua nesta sexta-feira (21), a partir das 8h na quadra da E.M. Oswaldo Portella, com palestras, debates para a elaboração das propostas e eleição da delegação de Magé que vai representar o município na fase estadual.

Continuar lendo

Magé registra recorde na coleta de embalagens de agrotóxicos

Campanha em Magé ultrapassou a meta e Prefeitura comemora a colaboração dos agricultores

Os agrotóxicos são um dos grandes vilões do nosso dia-a-dia e trazem riscos desde quando são aplicados na plantação, quanto depois que acabam, já que as embalagens vazias também oferecem risco de contaminação ao solo e aos outros materiais com os quais entram em contato ou que se transformam através da reciclagem.

“A importância é que essas embalagens poderiam ser descartadas de forma irregular em lixo comum, jogadas em rios ou incineradas nos quintais, poluindo o meio ambiente e o lençol freático. E aquelas que vão para o lixo comum, poderiam ser recicladas de forma errada e transformadas em recipientes usados em casa, mas com resíduos de agrotóxicos. A reciclagem dessas embalagens têm que virar outras embalagens dessa mesma categoria”, explica o engenheiro agrônomo Luiz Gustavo Leitão.

Para quebrar esse ciclo perigoso, a Prefeitura de Magé, através da Secretaria de Agricultura Sustentável, fez uma parceria com a Emater, a Defesa Sanitária Estadual e a Associação de Revendedores de Defensivos da Região Serrana (Arasef) para uma campanha de arrecadação das embalagens de agrotóxicos e conseguiu dar a destinação correta às mais de 4.000 embalagens recolhidas dos agricultores mageenses.
“Na última edição da campanha recolhemos pouco mais de 2.000 unidades. E dobrar esse resultado é uma conquista pois estamos constatando que a comunidade agrícola de Magé está consciente dos perigos dos agrotóxicos”, comenta o engenheiro.

As embalagens foram entregues em Cachoeiras de Macacu, lá são classificadas. O destino de umas é a incineração e outras que podem ser recicladas e viram outras embalagens. Pois as próprias empresas que vendem os agrotóxicos reciclam.

“Entre os municípios que o Núcleo de Defesa Agropecuária de Cachoeiras de Macacu abrange (Cachoeiras de Macacu, Guapimirim e Magé), o de Magé se destaca e neste ano teve resultados melhores do que em campanhas anteriores, foi o que mais recolheu embalagens vazias de agrotóxicos. Em Cachoeiras de Macacu, na última campanha foram recolhidas um volume aproximado de 3.500 embalagens, pois a grande maioria dos produtores já realizam a entrega na revenda em que adquiriram, uma vez que exista uma revenda credenciada no município para comercializar agrotóxicos (único no município de abrangência)”, explica João Alysio Pereira de Mattos, chefe do Núcleo de Defesa Sanitária em Cachoeiras de Macacu.

Saúde do Agricultor
A Secretaria de Agricultura Sustentável também tem promovido o incentivo ao cultivo de orgânicos como alternativa saudável tanto para quem planta e colhe, quanto para o consumidor.
Outra medida importante acontece no dia 26 de julho no 2° Encontro de Agricultores para Exame de Colinesterase, realizado a partir da parceria com o departamento de Saúde do Trabalhador e o Programa Vigiagrotóxico, ambos da Secretaria Municipal de Saúde.
Nesse dia as equipes de saúde farão a coleta de sangue desses trabalhadores do campo que passarão os exames que vão detectar os níveis de contaminação pelo contato com agrotóxicos.

Continuar lendo

Vigilância em saúde realiza primeira conferência em Magé

A Coordenação de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, em conjunto com os conselhos municipais dessa área, estão convocando a sociedade e profissionais de saúde para participarem da primeira edição da Conferência Municipal de Vigilância em Saúde que acontecerá no Centro Administrativo de Santo Aleixo, no dia 28 julho, das 8h às 17h.

O objetivo é estender as discussões em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e desenvolver ações para a construção de uma Política de Vigilância em Saúde. As propostas definidas no encontro serão encaminhadas para os debates na etapa estadual.

A conferência também vai debater a integração dos programas de todas as vigilâncias, sendo: epidemiológicas, sanitárias, em saúde ambiental, do trabalhador e saúde pública. Com o tema “Vigilância em Saúde: Garantia dos Direitos do Sistema Único de Saúde – SUS, respeitando os princípios básicos com foco nas atividades preventivas”, o evento é aberto para a participação de usuários, trabalhadores, gestores, representantes de movimentos sociais, ONGs, entidades e instituições com atuação em defesa da saúde pública.

Continuar lendo

Prefeitura realiza exames de saúde para agricultores de Magé

No próximo dia 26 de julho, a partir das 7h, no Centro de Ensino, Pesquisa e Treinamento em Agroecologia (CEPTA) acontece o 2° Encontro de Agricultores para Exame de Colinesterase, que identifica contaminação por uso de agrotóxicos.

Um valioso indicador da relação entre exposição a agrotóxicos e problemas de saúde é o nível da enzima colinesterase no sangue. A inibição da colinesterase por meio dos compostos fosforados ou carbamatos provoca o acúmulo de acetilcolina, e o organismo passa a apresentar uma série de manifestações, segundo dados da UFRRJ.

A ação é gratuita e nesse dia as equipes de saúde realizam a coleta de sangue desses trabalhadores do campo que passarão por exames que vão detectar os níveis de contaminação pelo contato com agrotóxicos. A iniciativa da Prefeitura de Magé é realizada pela parceria das secretarias municipais de Agricultura Sustentável e de Saúde, através do Departamento de Saúde de Trabalhador e o Programa Vigiagrotóxico.

Continuar lendo

Campanha de Doação de Sangue em Magé

Em parceria com o HEMORIO, o Hospital Municipal de Magé realizará no dia 21 de julho, de 10h as 15h a campanha de doação de sangue. A coleta é de extrema importância para a cidade, visto que o banco de sangue está muito abaixo do permitido e essa ação tem o objetivo de salvar vidas, através de um ato de solidariedade.

Em média, o Hospital Municipal de Magé faz de 80 a 120 transfusões mensais, além de distribuir bolsas de sangue para todas unidades do município. Todo o sangue doado é separado em diferentes componentes, como hemácias, plaquetas, plasma e outros, para beneficiar mais pacientes atráves de uma doação.

Condições básicas para doar sangue:

- Sentir-se bem, com saúde;
- Pesar acima de 50 kg;
- Ter entre 16 e 67 anos de idade;
- Apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em território nacional.

Recomendação para o dia da doação:

- Nunca vá doar sangue em jejum;
- Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior;
- Não ingerir bebiba alcoólica nas 12 horas anteriores;
- Evitar fumar por, pelo menos, 2 horas antes da doação;
- Evitar alimentos gordurosos.

Continuar lendo

Magé abre inscrições para 10º conferência municipal de assistência social

Estão abertas até dia 17/7, as inscrições para participar da X Conferência Municipal de Assistência Social. O evento tem como objetivo unir a sociedade civil e o governo para debater assuntos relacionados às políticas da assistência social, bem como suas ações e projetos. O encontro será realizado na E.M. Desembargador Oswaldo Portela, nos dias 20 e 21/7, a partir das 16h.

Neste ano, a conferência conta com o tema "Garantia de direitos no fortalecimento do SUAS", definido pelo Conselho Nacional de Assistência Social. Durante a programação, os participantes serão divididos em quatro grupos para abordar diferentes eixos temáticos, de onde sairão novas propostas para a implementação pelo poder executivo.

As inscrições gratuitas estão sendo realizadas na Casa dos Conselhos em Magé e nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social - CRAS.

Continuar lendo

Cordel Musical embala feira Literária em Magé

Feira Literária Magé tem teatro, bate-papo com autores, música e interação com público

João do Sertão se apaixona pela bela Rosinha que o ensinou a ler e escrever, e também foi a inspiração da sua primeira carta de amor. Seria uma linda história, se Rosinha não fosse casada com o moço rico da cidade, não fosse filha do patrão do pobre João o que rendeu um cordel musical, inspirado em músicas populares que os cantores Eric Fanuel, Vitinho Cardoso e Marcio Emerich vão apresentar na Feira Literária de Magé (FLIM) na próxima sexta-feira (14).

A FLIM vai até o próximo sábado (15) abrindo as portas do mundo literário que está tomando conta do Calçadão de Magé. Com uma programação recheada de atrações como saraus, oficinas, apresentações teatrais e lançamentos de livros, a 3ª Feira Literária de Magé – FLIM é sucesso garantido para crianças e adultos.
“A Feira Literária é uma grande oportunidade para que, principalmente as crianças e adolescentes, tenham acesso aos livros em sua forma física, já que vivem tanto no mundo virtual. Nosso objetivo é trazer um pouco da literatura brasileira, da arte e da cultura. Vamos abordar todos estes temas ao longo dos 15 dias de feira”, explicou Cristina Bastos, diretora da Fundação Educacional e Cultural de Magé.

Os leitores que estiverem pelo evento podem participar de lançamentos de livros durante o café literário com os autores. Já quem ama dança, vai se apaixonar pela sensibilidade das apresentações de balé clássico e contemporâneo.

A Feira conta ainda com sarau de poesias e histórico e rodas de capoeira. “Teremos a oportunidade de vivenciar a cultura local, do mageense para o mageense. A programação diária será finalizada com apresentações musicais”, acrescentou a diretora da Fundação Educacional e Cultural.

Os professores da rede municipal de ensino também vão participar do evento por meio de contação de história para trabalhar com o imaginário dos ouvintes. O evento é gratuito, aberto ao público e será realizado de segunda a sexta, das 9h às 18h e sábado, das 9h às 12h. No sábado será o encerramento com um Calçadão Cultural e muita música.“Todos estão convidados a participar conosco, vivenciando de maneira muito prática a literatura brasileira e a literatura infantil”, faz o convite a diretora da Fundação Educacional e Cultural, Cristina Bastos.

PROGRAMAÇÃO
DIA 12 (QUARTA)
MANHÃ – 10 h - Contação de Histórias profª Luciene
TARDE – 15 h - Apresentação de Mágica
Participação de Naná Martins, que abordam a temática indígena e os que tratam mais diretamente do universo lúdico infantil

DIA 13 (QUINTA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias Profª Michele
TARDE – 15 h - Café Literário – Prosa e verso: no compasso da palavra
Sarau de poesia e músicas.
CONVIDADOS: Demétrio Sena e Elizabeth Justino
16h30 - Happy Hour Literário Serginho Oliveira
Realização de Oficinas

DIA 14 (SEXTA)
MANHÃ – 10 h – Sarau Histórico
11 h – Aulão de Capoeira
TARDE – 15 h – Contação de Histórias
16h30 - Cordel Musical - Vitinho Cardoso e Eric Fanuel
Realização de Oficinas

DIA 15 (SÁBADO)
MANHÃ – 09h – Marcelo Pimentel – Autor de livros 10 h – Encontro das Artes
Momento “Era uma vez” – Encerramento
TARDE - Calçadão Cultural

Continuar lendo

Proed forma mais de 800 alunos de Magé

Parceria formada entre Secretaria Municipal de Educação e Cultura com a PMERJ promove a conscientização sobre os perigos das drogas

Momentos de emoção e compromisso dos estudantes em Magé. A formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas, o Proerd, reuniu mais de 1.000 pessoas na Igreja Batista de Santo Aleixo e de Piabetá, para certificação dos alunos que participaram do projeto.

Desde 1992, o programa da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro vem atuando em escolas públicas levando informações sobre prevenção à violência e às drogas, um trabalho realizado de forma conjunta com o poder público.

A secretária de Educação e Cultura, Álison Brandão considera que os alunos concluíram uma etapa valiosa. “O Proerd é uma parceria que traz conhecimento e cultiva valores de família e de respeito. Ela é muito importante e nossas 104 unidades da rede municipal estão de portas abertas ao projeto que atende os alunos do 5º ano de escolaridade”, afirma.

O projeto é aplicado aos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental e ao final das aulas, os alunos produzem uma redação sobre o que aprenderam com o projeto. As cinco melhores foram premiadas com um tablet: Eduardo Dantas de Medeiros da E. M. Celso Goulart; Riquelme de Souza Araújo da E. M. Ruth Taldo França; Emyli Barros Guedes da E. M. Alice Teixeira de Paiva; Bryan Santana da E. M. Alzira Vargas do Amaral Peixoto e Taissa Lorena da E. M. Professora Jupira Ferreira Correa.

O PROERD em Magé

“Esse ano o Proerd completa 24 anos em Magé, é um trabalho baseado no tripé Polícia Militar, Escola e Família, uma ação conjunta para conscientizar essas crianças e jovens sobre o uso e o abuso de drogas, ensinando eles a tomarem decisões assertivas através do modelo de tomada de decisão Proerd. E com isso, construir uma sociedade mais justa, sem drogas e sem violência”, explica o sargento José Goyanna, que faz parte da equipe do projeto.

Para aproximar esses três ambientes que fazem parte da vida do indivíduo ainda em fase de formação, que é o caso dos adolescentes, a primeira aula é realizada juntamente com os pais para esclarecer os métodos de trabalho e dividir com eles a importância da participação do suporte familiar para o sucesso nos resultados. Ao longo do semestre são 17 lições realizadas nas unidades escolares e com material didático fornecido gratuitamente pelo programa educacional.

Nesta etapa também participaram as unidades: E. M. Desembargador Oswaldo Portella, E. M. Evanir da Silva Gago, E. M. Francisco Rondinelli, E. M. Paroquial Nossa Senhora da Conceição, E. M. Anayde de Mello Guimarães, E. M. Mané Garrincha, E. M. Professora Elza Teixeira de Paiva, E. M. Geralda Izaura Ferreira Telles, E. M. Aureliano Coutinho, E. M. João Rodrigues e E. M. Bruno Rodrigues.

Continuar lendo

CENTRO DE FISIOTERAPIA GANHA ALA INFANTIL EM FRAGOSO

Agora os pacientes da fisioterapia pediátrica ganharam um novo espaço de tratamento no sexto distrito. Nesta quinta-feira (6) foi inaugurada a ala infantil no Centro de Fisioterapia de Fragoso, que fica ao lado da Unidade Mista 24 horas.

Continuar lendo

Magé oferece capacitação sobre febre amarela para equipes técnicas de saúde

“A alta temporada passou mas não podemos deixar o trabalho de prevenção de lado”, é assim que Marcos Vanini, coordenador de Mobilização Social da Secretaria Municipal de Saúde de Magé, inicia as oficinas de capacitação sobre febre amarela.

A equipe da Policlínica de Santo Aleixo participou da oficina que fala desde a definição da doença ao processo de prevenção e imunização, passando pelas questões de tratamento e sintomas.

“Foram capacitados até o momento 75 profissionais de saúde que serão multiplicadores. Já atingimos também as Unidades 24h de Suruí, Mauá e Fragoso, Hospital de Piabetá e agora na primeira quinzena de julho será a vez dos profissionais do Hospital de Magé. Ou seja, serão mais de 100 multiplicadores, sensibilizados e treinados na temática da Febre Amarela”, explica Vanini.

Enfrentamento ao mosquito
O coordenador também destaca que o sucesso da última campanha se deve à “manutenção do ritmo de visitação e ações em conjunto com as equipes dos PSFs (Postos de Saúde da Família) nas empresas e escolas, com orientação direta na comunidade”.

Só em junho foram cerca de 2.500 pessoas impactadas pelas ações nas caminhadas realizadas com os PSFs Guarani II, Cantinho da Vovó, Vila Esperança, Flexeiras, São Francisco, Figueira (Mauá), Campinho e Bela Floresta, Barbuda, Conceição de Suruí e Cachoeira Grande. As equipes também realizaram 1.200 visitas técnicas em pontos estratégicos como borracharias, cemitérios e ferros velhos, por exemplo, além de 28 ações de bloqueio de transmissão das viroses dengue, zika e chikungunha.

Continuar lendo

Magé participa de festival internacional de turismo

Pela primeira vez o turismo de Magé foi atrativo no cenário internacional do setor. Incluído neste ano na lista dos municípios de interesse turístico do Ministério do Turismo, a cidade foi escolhida pela SeTur-RJ (Secretaria de Estado de Turismo) e a TurisRio (Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro) para participar no 12° Festival das Cataratas, realizado em Foz do Iguaçu.
 
“Uma experiência fundamental para o crescimento do Turismo em Magé e de nossas expectativas em relação à esse setor. Um destaque no contexto internacional e na divulgação dos atrativos e belezas naturais da cidade. Com a oportunidade de intercâmbio com empresas do ramo, apresentamos Magé como polo de promoção do turismo”, analisa o secretário de Esporte, Turismo, Lazer e Terceira Idade, Wagner Rosa.
 
O evento reuniu 8.180 participantes de 15 países e faz parte do calendário anual do Ministério do Turismo e reuniu milhares de pessoas no Rafain Palace Hotel & Convention. É considerado um dos eventos mais importantes na geração de negócios e divulgação dos atrativos de todo o Mercosul.
 
Destinado aos agentes de viagem, operadores de turismo, destinos turísticos, atrativos turísticos, hotéis, profissionais de turismo em geral, instituições governamentais, iniciativa privada e aberto à comunidade local, o Festival das Cataratas tem o objetivo de fomentar a geração de negócios de empresas de todos os setores da área, fortalecer e divulgar o turismo no âmbito nacional e internacional.
Continuar lendo

Equipe da Prefeitura de Magé, participa de treinamento de sistema do Governo Federal

Técnicos das secretarias municipais de Esporte, Turismo, Lazer e Terceira Idade (SMETULT), Educação e Cultura (SMEC) e Habitação e Urbanismo (SMHU) participaram do curso Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (Siconv), a rede destinada ao cadastro de projetos em busca de financiamento por recursos federais.

“O Siconv é bem complexo e o que mais demanda dedicação é a inserção de projetos. Antes de mais nada, é preciso elaborar projetos com muitos dados técnicos. Além disso precisamos estar atentos aos prazos, pois muitas emendas recebem cadastro em prazos muito curtos”, explica Caio Bordignon, coordenador administrativo que representou a SMETULT juntamente com Gisele Fernandes.

Da equipe da SMHU, participaram o diretor de gabinete Claudio Sargentelli, a administradora Kate Gralato, a coordenadora técnica Luciana Velloso, a agente administrativo Leisa da Silveira e a assessora cadista Semíramis Nogueira. Da SMEC, os assessores especiais Carlos Victor Gomes e Bruno Farias, e o agente administrativo Marcos José Corrêa, estiveram na capacitação que aconteceu no Palácio Guanabara e na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) e tratou sobre conteúdos básicos de transferências voluntárias, elaboração de projetos e inserção de propostas no sistema.

O objetivo, segundo a Subape (Subsecretaria de Projetos Especiais), é melhorar a gestão das transferências voluntárias da União para o Estado, facilitando a entrada de novos recursos para execução de políticas públicas. E ainda proporcionou o intercâmbio de informações com outros participantes das prefeituras de Mangaratiba, Duque de Caxias e Paulo de Frontin, e servidores de diversos órgãos do Governo do Estado (CGE, Setur, SES, Setrab e Central).

O treinamento tem a chancela da Rede Siconv – instituída através de acordo de cooperação técnica entre Ministério do Planejamento e Governo do Estado RJ – e é realizado por uma unidade gestora estadual (UGE), coordenada pela Subape.

Continuar lendo

Prefeitura busca solução para abastecimento de água em Magé

A questão da água é uma das áreas de maior impacto social que a gestão tem se preocupado. Nesta sexta-feira (30) representantes do governo mageense se reuniram com o diretor de Distribuição e Comercialização do Interior da Cedae, Heleno Silva de Souza.

“Estamos em busca de atender a população, mas precisamos de um norte para ter essa solução. Por isso o Prefeitura de Magé teve essa iniciativa de buscar a formação de parcerias”, destacou o procurador-geral do município, Paulo Henrique Pinto de Mello, que representou o prefeito Rafael Tubarão na ocasião.

A Cedae é órgão estadual responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto em 65 municípios em todo estado do Rio de Janeiro, incluindo Magé. Mesmo não sendo responsabilidade do município, a Prefeitura está em busca da solução e da conclusão do projeto de abastecimento que está paralisado.

Para o diretor da Cedae, “o grande problema no abastecimento de Magé está nos mananciais que estão secos e não têm capacidade de fornecer a quantidade de água necessária para captação. Vivemos um drama hoje na Cedae que acontece em todos os municípios que atendemos: a construção de grandes empreendimentos sem a consulta prévia sobre a possibilidade abastecimento. Hoje, em Magé, o nosso ponto crítico é a captação na sede, que é o primeiro distrito”.

O secretário de Habitação e Urbanismo de Magé, Marcos Peçanha (Sabiá), reiterou que por conta “da situação do abastecimento no município compromete autorização de instalação de empreendimentos, especialmente de um recurso essencial como a água”.

Segundo o deputado federal Zé Augusto Nalin, “o governo federal constatou que a maioria dos estados não cumpriu com as obras do PAC, não é um caso exclusivo de Magé, e por isso foram prorrogadas. Então estamos trabalhando para que a nossa cidade passe a ser vista com maior credibilidade”

Com a parceria formada, a próxima etapa é buscar a liberação dos recursos com a Caixa Econômica Federal para a conclusão da obra que vai multiplicar o volume de água captada no município de 30 para 300 litros por segundo, para abastecer Magé, Suruí e Mauá.

Também participaram do encontro o secretário de Meio Ambiente, Miro Amorim; o gerente regional da Cedae, José Alexandre Silva dos Santos; o engenheiro da Cedae, Ricardo Branco e o coordenador de Operações e Manutenção da Cedae em Magé, Emilcio Sabino. Juntos, eles visitaram as instalações da Estação de Tratamento de Água, no bairro Maria Conga.

Continuar lendo

Magé se prepara para sua 3º Feira Literária

A FLIM ( Feira Literária de Magé) acontecerá no Centro da cidade.

Do dia 3 ao 15 de julho o mundo literário vai tomar conta do Calçadão de Magé. Com uma programação recheada de atrações como saraus, oficinas, apresentações teatrais e lançamentos de livros, a 3ª Feira Literária de Magé – FLIM é sucesso garantido para crianças e adultos.

“A Feira Literária é uma grande oportunidade para que, principalmente as crianças e adolescentes, tenham acesso aos livros em sua forma física, já que vivem tanto no mundo virtual. Nosso objetivo é trazer um pouco da literatura brasileira, da arte e da cultura. Vamos abordar todos estes temas ao longo dos 15 dias de feira”, explicou Cristina Bastos, diretora da Fundação Educacional e Cultural de Magé.

Os leitores que estiverem pelo evento poderão participar de lançamentos de livros durante o café literário com os autores. Já quem ama dança, vai se apaixonar pela sensibilidade das apresentações de balé clássico e contemporâneo.

A Feira conta ainda com sarau de poesias e histórico e rodas de capoeira. “Teremos a oportunidade de vivenciar a cultura local, do mageense para o mageense. A programação diária será finalizada com apresentações musicais”, acrescentou a diretora da Fundação Educacional e Cultural.

Os professores da rede municipal de ensino também vão participar do evento por meio de contação de história para trabalhar com o imaginário dos ouvintes. O evento é gratuito, aberto ao público e será realizado de segunda a sexta, das 9h às 18h e sábado, das 9h às 12h. “Todos estão convidados a participar conosco, vivenciando de maneira muito prática a literatura brasileira e a literatura infantil”, faz o convite a diretora da Fundação Educacional e Cultural, Cristina Bastos.

 

PROGRAMAÇÃO

DIA 03 (SEGUNDA)
MANHÃ – exposição dos livros
10 h – A pílula falante – Monteiro Lobato
TARDE- 15 h – Arena Jovem
Tema: Do texto à tela: trajetórias da narrativa
Presença do ator televisivo Rick Tavares
17 h Abertura Solene com autoridades
Momento Era uma Vez!
Realização de Oficinas

DIA 04 (TERÇA)
MANHÃ – 10 h – Dinamização de Leitura com alunos Profa Adriana Antunes – Fábulas
TARDE – 15 h – Doces Tardes Studio Cinza
Realização de Oficinas

DIA 05 (QUARTA)
MANHÃ – 10 h – Luana Perfomance musical
TARDE – 15 h – Sarau Histórico
16h30- Happy Hour Literário André Alves
Realização de Oficinas

DIA 06 (QUINTA)
MANHÃ – 10 h – Apresentação de Ballet
TARDE – 14 h – André Alves “Que bicho é esse?”
15 h – Demétrio Sena e Antônio Sena (Mirindiba)/Sônia Monteiro
Perfomance de Dinamizadores com alunos sobre a Lenda da Mirindiba Profa Regina
17h -Perfomance Ana e Júnior
Realização de Oficinas

DIA 07 (SEXTA)
MANHÃ – 10 h – Sarau Poético/ Livro: Pra frente é que se anda! Flávio Valadares e Rodrigo Lobo
11 h – Apresentação de Mágica
TARDE – 15 h Café Literário – Tema: O eu literário: versos de uma narrativa
OBJETIVO: Fazer um debate com escritores sobre suas influências literárias, suas obras e a o papel da literatura na vida de cada um.
16h30 – Happy Hour Literário com Anderson
Realização de Oficinas

DIA 08 (SÁBADO)
MANHÃ – 9h Erick/Victor “Palhaçaria”
11 h- Aulão de Capoeira
Momento “Era uma vez!”

DIA 10 (SEGUNDA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias “Contos de arrepiar” Profa Ana Cristina
11 h – Lançamento do Livro da aluna da E.M. São Nicolau
TARDE – 15 h – Café Literário – Era digital: um link para a formação do leitor?
CONVIDADA: Escritora Michele Carvalho, Youtuber Yago Rodrigues e profa Virgínia Riguete
OBJETIVO: Discussão sobre os leitores na era tecnológica, sobre o que leem, que tipo de leitura é essa, a morte do livro.
16h30 – Happy hour Literário Stand up Comedy Márcio Emerick
Realização de Oficinas

DIA 11 (TERÇA)
MANHÃ – 10 h – Lançamento do CD “Bom mesmo é ser criança!” com Flávio Valadares e Rodrigo Lobo
TARDE – 15 h – Sarau Poético com Luana e Rita
Realização de Oficinas

DIA 12 (QUARTA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias profa Luciene
TARDE – 15 h – Apresentação de Mágica

DIA 13 (QUINTA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias Profa Michele
TARDE – 15 h – Café Literário – Prosa e verso: no compasso da palavra
OBJETIVO: Sarau de poesia e músicas. CONVIDADOS: Demétrio Sena e Elizabeth Justino
16 h 30 – Happy Hour Literário Serginho Oliveira
Realização de Oficinas

DIA 14 (SEXTA)
MANHÃ – 10 h – Sarau Histórico
11 h – Aulão de Capoeira
TARDE – 15 h – Contação de Histórias
16 h30 – Happy e Hour Literário com Serginho
Realização de Oficinas

DIA 15
MANHÃ – 10 h – Encontro das Artes
Momento “Era uma vez!”

Continuar lendo