Niteroienses decidirão, no dia 29 de outubro, se Guarda Municipal será armada

Data foi anunciada pelo prefeito Rodrigo Neves durante formatura de agentes na Cidade da Ordem Pública

A Prefeitura de Niterói fará uma consulta pública no dia 29 de outubro, para saber a opinião dos moradores da cidade sobre o armamento da Guarda Municipal. O anúncio foi feito pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, durante a formatura de 91 guardas no Curso de Qualificação Profissional (CQP), na Cidade da Ordem Pública, no Barreto, nesta terça-feira (8/8).

Poderão participar da consulta pública todos os moradores da cidade que estiverem com seus direitos eleitorais assegurados na data da consulta. “O cidadão de Niterói será convidado a participar da consulta pública que a Prefeitura de Niterói, de forma democrática, vai fazer para decidir sobre o novo papel que a Guarda Municipal deve exercer diante dos desafios da segurança pública”, disse o prefeito.

Rodrigo Neves destacou os investimentos feitos na Guarda Municipal nos últimos anos, com ênfase na formação e treinamento dos agentes, o que qualifica a corporação para novos desafios. “Essa é uma decisão muito estratégica e muito importante para Niterói. A Guarda não substituiria a Polícia Militar no confronto direto à criminalidade, ao tráfico de drogas. Ela faria aquilo que a Polícia Militar deixou de fazer na cidade por falta de efetivo, por falta de infraestrutura, que é a ação ostensiva nos locais de grande movimentação da cidade e nos bairros, para que a gente tenha uma Niterói melhor para se viver e ser feliz”, enfatizou.

Formação - O Curso de Qualificação Profissional, com ênfase em gestão e estratégia, teve carga horária de 336 horas e foi destinado aos guardas que têm entre 10 e 20 anos de efetivo serviço. Os agentes aprenderam sobre gestão de conflitos, conhecimento do espaço urbano, o papel dos movimentos sociais, sistemas de inteligência, saúde física e mental, entro outros temas. Participaram da formação 88 guardas de Niterói, dois de Rio Bonito e um de Silva Jardim.

“A Guarda Municipal passa por um novo momento. Ganhamos uma nova sede com a construção da Cidade da Ordem Pública, tivemos nosso efetivo dobrado e estamos apostando na qualificação dos nossos agentes com a realização de cursos como este, que tem um corpo docente de excelência formado por mestre e doutores. Uma guarda de excelência não se ganha, se constrói. E é isso que estamos fazendo. Até 2020, chegaremos a mil guardas na cidade, que é o limite permitido”, disse o secretário municipal de Ordem Pública, Gilson Chagas.

Os guardas que receberam certificado e têm mais de 10 anos de serviço poderão concorrer aos cargos de coordenador e subinspetor, e aqueles com mais de 20 anos, poderão concorrer a cargos de inspetor, inspetor adjunto e inspetor geral.

Há 15 anos na Guarda e atualmente comandando o Centro de Operações Táticas (CAT) da corporação, Paulo Brito foi o primeiro colocado no CQP 2 com nota 9,52. O agente ressaltou a importância da qualificação para sua trajetória na instituição. “Esta iniciativa é muito importante para a cidade. Com esses cursos, ganhamos nós profissionais e também a população, que passa a contar com guardas muito mais bem preparados nas ruas”, afirma Brito, que agora pretende conquistar uma vaga de inspetor. 

Ao fim do curso, os participantes realizaram exame intelectual e elaboração de artigo científico voltado a apresentar soluções para problemáticas diárias na rotina de uma Instituição de Segurança Pública como a Guarda Municipal de Niterói. Primeiro colocado no CQP 1, com nota 9,80, Marcelo Xavier, há 15 anos na Guarda, apresentou um projeto que tem como objetivo a maior integração da instituição com a sociedade através da prática esportiva. “Este é um trabalho pioneiro. É fundamental esta valorização do profissional. Já espero pelo próximo curso. As aulas ajudaram muito para melhorar meu desempenho, principalmente na área de gerência”, conta Xavier.

Troca de Experiência – O curso de qualificação também recebeu guardas de outros municípios: dois de Rio Bonito e um de Silva Jardim. Nilson Vital foi um deles. Há 12 anos atuando na Guarda de Rio Bonito, este foi o primeiro curso de qualificação com grade curricular mais amplo que participou. “Esta experiência foi muito produtiva. Espero que novas parcerias sejam firmadas e que outros integrantes da instituição também possam participar desta qualificação. Neste momento, serei um multiplicador levando esses conhecimentos adquiridos no curso para o trabalho na minha cidade”, finalizou.      

Após jantar, Eunício diz que há consenso sobre 'di...
MPF diz que esquema de transporte repassou R$ 144 ...