NOVA IGUAÇU: Prefeitura vai instalar ecopontos na região de Tinguá

A Prefeitura de Nova Iguaçu começou a instalar ecopontos na região de Tinguá. Até o próximo domingo (28), serão dois na RJ 111 (Estrada Zumbi dos Palmares, que vai de Vila de Cava até o bairro) e um na área central. A previsão é que até meados de fevereiro, mais 12 unidades sejam instaladas ao longo da rodovia. O projeto é destinado à coleta seletiva de resíduos sólidos, com foco em resíduo domiciliar, que costumam ser descartados irregularmente pela cidade.
 
Segundo o secretário de Meio Ambiente, Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fernando Cid, os espaços serão instalados em locais estratégicos onde os moradores da localidade estão acostumados a usá-los como lixeiras. “O lixo espalhado na rodovia causa uma impressão muito ruim do nosso principal ponto turístico, Tinguá, que atrai um número muito grande de visitantes. Um trabalho de orientação aos moradores sobre o equipamento também já está sendo feito. Vamos cuidar não só da área central, mas de todo o entorno, inclusive o acesso”, conta Cid. 
 
O projeto tem como parceiros a Empresa de Limpeza Urbana (EMLURB), a Companhia de Desenvolvimento Econômico (CODENI) e a Secretaria de Infraestrutura. “Esses ecopontos estão dentro do planejamento do Plano Verão, que inclui outras ações como ordenamento urbano, combate a poluição visual e reforço na segurança”, completa o secretário de Meio Ambiente.
 
 
Primeiro ecoponto
 
No ano passado, a prefeitura inaugurou o primeiro ecoponto da cidade, localizado na Rua Coronel Bernardino de Melo 5.000, no bairro da Luz. Desde o dia 22 de setembro, data de sua inauguração, até a primeira semana de janeiro, o espaço já tinha recolhido 502 pneus inservíveis para reciclagem. 
 
“Com isso, estamos fazendo uma contribuição ambiental importante, pois evita que esses resíduos sejam descartados de forma dispersa pelas ruas, e facilita, ainda, o recolhimento final”, destaca Fernando Cid.  
 
Plásticos, metais e vidros estão sendo doados à Cooperativa Vitória, atendendo a Lei Nacional dos Resíduos Sólidos 12.305, que preconiza a inserção das cooperativas de catadores, gerando assim renda e trabalho. Já os resíduos da construção civil, são coletados pela EMLURB e destinados ao aterro sanitário. Os pneus são encaminhados ao projeto ‘Pneus Verdes’, uma parceria da SEMADETUR com a Rio Diesel.
Queimados municipaliza escola José de Anchieta e c...
Escola de Música Villa-Lobos abre inscrições para ...