Educação bilíngue em Nova Iguaçu

Aos 47 anos, Amanda Carla Silva sabe o que é enfrentar exclusão na escola por ser surda. Por não ter tido acesso a uma educação bilíngue (Português/ Libras), enfrentou dificuldades no aprendizado quando criança. Mãe do pequeno José Carlos Barros, de 11 anos, também surdo, ela sabe que a realidade do filho não é mesma. Ele é um dos 48 alunos surdos que integram o projeto “Libras para Todos”, desenvolvido pela Escola Municipal Monteiro Lobato, no Centro. A unidade é referência nesta educação bilíngue e uma das oito escolas da rede municipal de Nova Iguaçu que oferece aulas com tradução simultânea em libras (língua para surdos e mudos) com professores intérpretes alfabetizando cerca de 80 alunos surdos. 

A escola conta com duas turmas multiseriada, formada só por crianças surdas, do 1° ao 5° anos.  Este ano um passo importante foi dado na escola para garantir a ampliação da inclusão dos alunos surdos a partir do 6° ano. Segundo a diretora, Maria Fátima Barros, desde março, estudantes do 4° e 5° anos da escola recebem ensino de libras para que, ao ingressarem para o 6° ano, possam também interagir com os colegas surdos. Oito professores intérpretes atuam no Monteiro Lobato com turmas do Infantil ao 9° ano e também nas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em todo município são 12 profissionais com formação em libras. 

“Antes, quando os alunos surdos passavam para o 6° ano, acabavam ficando sem interagir muito com os outros colegas e se comunicavam somente entre si. A socialização é um importante mecanismo para inclusão. A alfabetização em libras é um processo em longo prazo e de amadurecimento que leva a vida toda, por isso, é essencial que haja essa interação”, afirma a diretora. 

A escola disponibiliza ainda encontros semanais com os pais de alunos surdos para que também possam aprender a linguagem dos sinais. Juan Arruda, de 11 anos, aluno do 5° ano, hoje consegue conversar com o irmão de 16 anos, que é surdo. 

“Meu irmão é surdo e eu não conseguia me comunicar muito bem com ele, quando eu soube que ia ter aulas com intérprete de libras fiquei muito animado, está sendo muito legal e estou aprendendo muito. Antes eu não interagia com meu irmão, agora consigo”, garante Juan.

Seja Digital continua distribuição de kits gratuit...
Crivella recebe de empresário russo carta de inten...