Prefeito visita obras de desassoreamento do Rio Camarão

A Prefeitura já está se preparando para a estação mais chuvosa do ano, o verão, e para isso o prefeito José Luiz Nanci visitou o Rio Camarão, que está recebendo intervenções para prevenção às enchentes nesta época do ano. Em parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e apoio do vereador Natan (PSB) e do secretário estadual de Ambiente, André Correa, um trecho do rio que passa por Guaxindiba recebeu o Projeto Limpa Rio e já teve dois quilômetros desassoreados, o que ajuda a diminuir o risco de enchentes. A iniciativa da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) já percorreu mais de 80 municípios do Estado e, atualmente, está efetivamente em 11. 

De acordo com José Luiz Nanci, estas intervenções foram pensadas para diminuir os danos causados pelas chuvas aos gonçalenses, que enfrentam e sofrem com as enchentes todos os anos. 

“Nós sabemos que a realidade de quem mora em áreas próximas aos rios e córregos fica atribulada no verão e para diminuir o risco dos moradores terem suas casas invadidas pela água é que estamos trabalhando em parceria com o INEA. Ainda teremos este projeto em outros pontos da cidade, levando mais dignidade aos moradores”, disse o prefeito, acompanhado pelo secretário de Governo, Rodrigo Miranda (Tiquinho). 

O Rio Camarão corta os bairros Pacheco, Laranjal, Guaxindiba e Vista Alegre e a expectativa é levar o projeto Limpa Rio para outros bairros do município que oferecem maior risco de enchentes, como o Rio Marimbondo, no Gradim. 

Para o vereador Natan, este é um pedido antigo dos moradores da região, que sempre sofriam com as chuvas, mesmo que mínimas, mas que já causavam estragos. 

“A SEA atendeu nosso pedido e finalmente teremos um trecho do Rio Camarão desassoreado, trazendo diversos benefícios aos moradores. Além do desassoreamento, teremos ecobarreiras para a retirada de lixos manualmente, diminuindo risco de novo assoreamento na região”, concluiu Natan.

Câmara realiza audiência para buscar soluções à se...
Brasil vai deixar Chile ganhar ? Chile vive situaç...