Vereador Natan pretende colocar as contas em dia em São Gonçalo

Em seu primeiro mandato na Câmara de São Gonçalo, o vereador Natan (PSB) acredita estar no caminho certo para, junto com o Executivo, recuperar áreas do município mais prejudicadas com a crise e as dívidas deixadas pelo governo anterior, além de retomar obras e projetos antigos.

Entre os quase 40 projetos já apresentados nestes primeiros nove meses como parlamentar, Natan destaca o sucesso do projeto Limpa Rio, uma iniciativa da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), que chegou à São Gonçalo por seu intermédio.

“O projeto existe em 11 municípios dentro do estado do Rio, e era uma demanda antiga em São Gonçalo, especialmente no bairro Guaxindiba, com o rio Camarão completamente assoreado. Agora ele já está sendo executado, e a dragagem do rio está acontecendo”, explicou.

Funcionário público e morador de Guaxindiba, Natan afirma que a boa relação com o Executivo - apesar de fazer parte de um partido de oposição - tem sido crucial para aprovação de projetos que contemplam as mais diversas áreas.

“O prefeito assumiu o governo com a cidade desestruturada, passando por diversos problemas, e com um déficit muito grande. Com arrecadação pequena, e uma herança de dívidas, o ano está complicado, sim, mas continuamos fazendo cada um a sua parte. A minha é de legislar e fiscalizar, e estou sempre conferindo”, completou o vereador.

Outro projeto de lei apresentado por Natan e já aprovado visa a reciclagem de pneus para produção de material asfáltico. Prestes a ser votado, outro projeto contempla a regularização de trabalhadores ambulantes dentro de coletivos, que de acordo com o vereador, serão padronizados, com uso de crachás e uniforme.

Na área de saúde, há um projeto voltado para transparência, em que o paciente que estiver na fila de espera do SUS, poderá acompanhar marcações de consultas e procedimentos pela internet.

Na Educação, o vereador pretende se mobilizar, junto às Secretarias de Educação e de Obras, para reabrir a Escola Embaixador Alcebíades Peçanha, antes estadual, assumida pelo município. “São mais de mil crianças fora de sala de aula em São Gonçalo e a reabertura dessa escola já faria uma diferença importante”, acrescentou o parlamentar.

Petrópolis aprova lei de incentivo às microcerveja...
Festival de dança em Nova Iguaçu reúne companhias ...