“Arte na Praça” de Natal: Banda Reciclarte, montagem de brinquedos e Auto de Natal

 

Nem a chuva que caiu quase todo o tempo, depois de uma manhã ensolarada, tirou o brilho da “Arte na Praça — Edição de Natal”, com uma banda mágica, montagem de brinquedos, Papai Noel e um emocionante Auto de Natal

Teresópolis, 18 de dezembro de 2017 – Sol forte e chuva pesada. De um extremo ao outro, o público foi fiel e disse sim à segunda edição do projeto “Arte na Praça”, ocorrido pela primeira vez em julho deste ano de 2017 e novamente realizado no último sábado, 16, com sua edição especial de Natal.

A programação começou às 11h com a Banda Reciclarte, formada por crianças e adolescentes. A Reciclarte é um projeto da Escola Municipal Belkis Frony Morgado, do Bairro São Pedro, que reaproveita materiais que iriam para o lixo com o propósito de ensinar música aos alunos da escola. Todos os instrumentos são construídos pelo Maestro Edmilson Mello. “A banda completou 10 anos em abril. Eu morava no Perpétuo e via o pessoal usar lata para tocar samba. Então, tive a ideia de criar instrumentos com material descartado. Um dos instrumentos é 100% uma invenção minha, o ‘metalofone’, feito com alumínio galvanizado”, explicou o maestro. “Fico emocionada com esse trabalho, com a força da Cultura que faz a gente transformar lixo em instrumentos musicais e envolver as crianças”, comentou no palco a apresentadora do evento, Nara Zeitune — que é atriz e conselheira estadual de Cultura.

No repertório, música infantil, MPB e uma parte dedicada a canções de Natal. Aliás, quase metade do espetáculo foi regido pelo maestro assistente de Edmilson, o garoto Fabrício Xavier, que entrou para o projeto em 2015.

Às 14h, foi a vez da Oficina de Brinquedos de Madeira, organizada e dirigida pela dupla Dryele e Ivo, que ensinavam as muitas crianças presentes a montar os brinquedos (que elas podiam levar para casa depois). A oficina de construção de brinquedos processa sobras e madeiras de reflorestamento para gerar peças prontas para o processo de encaixe, colagem e acabamento, testando o poder de criação e imaginação de crianças e adultos. Gabriel Aschar, de 7 anos, fez um robô e ficou muito feliz com o resultado.

São Pedro não ouviu os “pedidos” de Nara Zeitune para que deixasse a chuva para depois das 21 horas. Mesmo assim, um Papai Noel animado (na verdade, o diretor do Auto de Natal, Jonathan Marques, vestido a caráter) sentou-se numa confortável poltrona branca, tirou fotos e distribuiu brinquedos e doces para a fila de crianças e mães que o aguardavam para fotografar. Ninguém se importou com a chuva. Outras crianças, numa tenda montada ao lado, brincavam de “Vivo e Morto”, dirigidas por uma das alunas fantasiadas de duendes do Papai Noel. O vencedor ganhou de presente um DVD infantil.

Música e teatro para contar a história do nascimento de Jesus

A “Arte na Praça — Edição de Natal” culminou com um emocionante espetáculo, o Auto de Natal do Instituto Saber, às 19h30, logo após a apresentação de um grupo musical de violonistas e violinistas do Instituto Saber (entre eles o professor de violino Giordano Marrelli, que também é professor do Polo Teresópolis da Escola de Música Villa-Lobos), que tocaram uma “Suíte de Natal”.

Os mesmos músicos acompanharam o Auto de Natal. Num belo cenário montado sobre o palco, cerca de 30 alunos do Instituto — segundo o diretor do espetáculo, Jonathan Marques — encenaram a história do nascimento de Jesus Cristo de acordo com citações bíblicas, como a chegada do anjo Gabriel, a visita dos Três Reis Magos, a perseguição de Herodes ao Salvador e seus primeiros momentos na Terra. Tudo bem coreografado, com figurino impecável e apresentação precisa de Pamela Canabal.

A “Arte na Praça — Edição de Natal” foi realizada na Praça Olímpica Luís de Camões, no Centro de Teresópolis. O projeto foi patrocinado pela empresa Arbor Brasil (Bebidas Comary) e Secretaria Estadual de Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura. A produção foi da Mosaico Produções e do Instituto Saber, em parceria com a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura de Teresópolis e apoio cultural de várias empresas e entidades civis: Ultra Comunicação Visual, Amacov, Gravale, Supermercados Multi Market, Pousada Terê Parque, Varietá Grill, Café da Travessa, Maria Torta, Casa de Portugal e Cultura Inglesa.

“Fico agradecido e emocionado pela colaboração das pessoas e das empresas, da Arbor Brasil, do Instituto Saber, a Mosaico e todas as entidades apoiadoras. Foi tudo muito bom e, no ano que vem, tem mais”, declarou o secretário de Cultura, Márcio de Paula, que acompanhou todos os eventos do dia, acompanhado da esposa, Verinha Carneiro. Também esteve presente a Subsecretária Municipal de Cultura, Cléo Jordão Rezende.

Grupo de jornalistas de turismo visita Petrópolis
Serviço de abordagem social muda a realidade de cr...