Neymar passa por novo exame na França e é liberado para treinar no gramado

Neymar foi submetido, na manhã deste sábado, a novos exames com o doutor Rodrigo Lasmar na França. Sem dar entrevistas, o craque do Paris Saint-Germain acenou para os jornalistas e deixou a clínica rapidamente. O médico da seleção brasileira informou que o exame mostrou grande evolução, e o camisa 10 de Tite, em franca recuperação da fratura no quinto metatarso do pé direito, seguirá evoluindo no trabalho previsto. Inclusive, ele foi liberado para iniciar o treinamento no campo.

O planejamento desta semana fica por conta do departamento médico do PSG (que ainda não se manifestou). Haverá um treino aberto quarta-feira no Parque dos Príncipes e existe uma possibilidade de ver Neymar treinando com bola lá. A partir do dia 21 de maio, ele deve se apresentar à Seleção em Teresópolis e passará a ficar à disposição de Lasmar. > Virou novela: Neymar é capa de jornais de Madri pela terceira vez na semana Neymar sofreu a fratura no fim de fevereiro e foi operado no dia 3 de março, em Belo Horizonte, por Lasmar e com acompanhamento do francês Gérard Saillant, indicado pelo PSG. Até ser reavaliado, o atacante ficou em sua casa em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, mas desde a semana passada está em Paris, onde participou das celebrações dos títulos conquistados pela equipe francesa na temporada. Em fase final de reabilitação, Neymar é presença certa na convocação de segunda-feira que revelará os 23 nomes a defender a Seleção na Copa do Mundo da Rússia. A competição terá a abertura em 14 de junho com o duelo entre os anfitriões e a Arábia Saudita, e a grande decisão acontecerá no dia 15 de julho em Moscou. Continuar dando alegria a todos Antes dos exames, o craque fez uma postagem para divulgar a nova camisa do PSG, na qual ele é uma espécie de garoto propaganda. Diante das especulações ao redor de uma possível transferência para o Real Madrid, mandou a seguinte mensagem:"Orgulhoso de usar a nova camisa e continuar dando alegria a todos", disse Neymar.

Vacinação contra a gripe mobiliza postos de saúde ...
Aos 2 anos, governo Temer festeja economia, mas en...