Carnaval: Prefeitura do Rio prioriza orientação no primeiro dia de operação

A Prefeitura do Rio iniciou nesta sexta-feira, dia 9, a operação Carnaval 2018, que segue até dia 14, quarta-feira de cinzas, com a atuação de diversos órgãos municipais e apoio de instituições de outras esferas. Foram rebocados 20 veículos por estacionamento irregular, 25 produtos apreendidos, mais de 21 toneladas de lixo recolhidos e 59 foliões multados por lançarem guimba de cigarro ao chão ou fazerem xixi na rua. 
 
As equipes também estão nas ruas para reforçar campanhas de orientação aos foliões. Por solicitação do prefeito Marcelo Crivella, a Subsecretaria de Política para a Mulher, ligada à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), organizou uma ação especial para coibir o assédio sexual nesses dias de folia. Com o tema “Carnaval não Combina com Assédio Sexual”, o alerta está em milhares de ventarolas que começaram a ser distribuídas nesta sexta no Sambódromo. 
 
Reboque - O planejamento operacional da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeu 21 veículos estacionados irregularmente em áreas interditadas para a passagem de blocos e carros alegóricos de escolas de samba. A operação contou com 18 reboques e 30 agentes em ações de orientação e coibição de estacionamento irregular, para dar fluidez ao tráfego e ao percurso dos foliões nos diversos pontos da cidade. A Cfer lembra que o estacionamento é proibido não só em locais regulamentados, como ainda nos definidos pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) por publicação no Diário Oficial.
 
Comércio irregular - No primeiro dia de atuação, agentes da Coordenadoria de Gestão do Espaço Urbano (Cgeu), da Secretaria Municipal de Fazenda, fizeram 25 apreensões, entre peças de vestuário, botijão de gás e churrasqueira. 
 
Prevenção - Entre as ações de orientação em geral, a Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual (Ceds-Rio) atuou em três pontos da cidade. Elas promoveram  prevenção em totens instalados na Praça General Osório, em Ipanema; nos Arcos da Lapa, no Centro; e no Terreirão do Samba, na região do Sambódromo. 
 
 
Comlurb - Na limpeza do Sambódromo, a Comlurb recolheu 13,4 toneladas de resíduos. A estimativa é remover, pelo menos, oito toneladas em áreas dos 22 blocos com desfiles autorizados para esta sexta, além dos não autorizados. Só o Meia Dúzia de Gatos Pingados, da Zona Oeste, produziu 400 quilos, com o bloco Loucura Suburbana gerando outros 373 quilos na Zona Norte. O programa Lixo Zero multou 59 foliões até 18 horas, quando alguns blocos ainda começavam o desfile. Foram multadas cinco pessoas por urinar nas ruas e 54 por descarte irregular de pequenos resíduos. As equipes do Lixo Zero seguem fiscalizando os blocos até as 22 horas.
 
Limpeza da Sapucaí - Para o primeiro dia de desfile das escolas da Série A, a Comlurb destacou 715 garis com 40 equipamentos e máquinas para a limpeza e manutenção de toda área interna do Sambódromo, como corredores, frisas, arquibancadas e pista, da concentração à dispersão. As equipes também coletaram resíduos e cuidaram da limpeza dos postos médicos, Terreirão do Samba e entorno.
Temer embarca para passar o carnaval em base no li...
Waguinho acompanha obras no centro de Belford Roxo