Febre amarela: reforço na vacinação

Desde janeiro, a Secretaria de Saúde já distribuiu mais de 5 milhões de doses de vacina no estado 

A Secretaria de Saúde recomendou às prefeituras de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Tanguá, na Região Metropolitana do Rio, e Miguel Pereira, no Centro-Sul, que ampliem a vigilância sanitária e intensifiquem a vacinação contra a febre amarela. 

Nessas três cidades, foram registrados casos de macacos mortos com resultado positivo para a febre amarela. Além dos três municípios, a vacinação também será reforçada em Queimados, Japeri e Xerém, que são áreas de fronteira com a Reserva do Tinguá. 

Uma ação preventiva já aconteceu, no sábado (6/1), em Nova Iguaçu, com a participação do secretário de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr, que acompanhou a vacinação e anunciou que a secretaria já disponibilizou cerca de 30 mil frascos de repelentes para ajudar na proteção da população. 

– Graças à nossa atuação preventiva desde janeiro, com a criação de áreas de vacinação de bloqueio, a febre amarela não entrou com tanta força no Rio de Janeiro – explicou o secretário de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr. 

A secretaria disponibilizou doses para imunizar todo o público-alvo nas regiões de Miguel Pereira e Tanguá. Em Nova Iguaçu, a taxa de vacinação está em 24,1%, com reforço de 100 mil doses da vacina. Já foram distribuídas mais de 5 milhões de doses da vacina.

Projeto Juventude Presente garante direitos da juv...
Oportunidade: Projeto 'SINE nas Comunidades' acont...