Maio Amarelo: Estado conscientiza motoristas

O Detran-RJ começou, na sexta-feira (4/5), as ações de conscientização, em parceria com a Lei Seca, pela campanha Maio Amarelo, para alertar a população sobre o alto índice de mortos e feridos em acidentes e buscar minimizar a imprudência no trânsito do Estado do Rio de Janeiro. Durante todo o mês, serão feitas mais 14 blitzes da Operação Maio Amarelo. Na ação, técnicos do Detran vão parar os veículos para conversar com os condutores sobre o tema. A primeira operação foi realizada na praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

O Detran montou uma estrutura com balões semelhantes aos usados pela Operação Lei Seca. Os veículos foram abordados para que os técnicos pudessem conscientizar os motoristas. Foram distribuídos materiais educativos e fitas amarelas. Ao todo, 167 motoristas foram abordados pelas equipes dos órgãos estaduais.

Esta semana, serão feitas quatro operações. Hoje, a Operação Maio Amarelo vai estar na Barra da Tijuca, na Avenida Lúcio Costa. Na quarta-feira (9/5), os técnicos vão fazer a conscientização na praia de Icaraí, em Niterói. Na quinta-feira (10/5), a ação estará em Jacarepaguá  e, na sexta-feira(11/5), em Petrópolis, na Praça São Pedro.

A Operação Maio Amarelo passará ainda em Campo Grande e Tijuca. Além de outras cidades como Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Duque de Caxias, Maricá e São Gonçalo.

– No último ano, o número de acidente no trânsito caiu, mas o de mortes aumentou. Isso prova que a conscientização não pode parar. O movimento Maio Amarelo é importante, porque levanta o tema da imprudência no trânsito com muita firmeza. Mas ser prudente e dirigir de forma consciente precisam ser ações diárias de todos nós. E cabe ao poder público conscientizar e fiscalizar – destacou Leonardo Jacob, presidente do Detran-RJ. 

Para o coordenador da  Lei Seca, tenente-coronel Marco Andrade, estas ações de conscientização têm a finalidade de chamar a atenção da sociedade brasileira sobre os perigos do trânsito, que mata mais de 1,2 milhão de pessoas no mundo e cerca de 40 mil brasileiros por ano.

– Este é um grande movimento a favor da vida. As blitzes com o Detran pretendem fazer a população refletir e repensar suas atitudes e comportamento para que possamos juntos, poder público e sociedade, construir um trânsito mais humano e diminuir essas estatísticas tão drásticas – ressaltou o coordenador.

Em apoio ao movimento Maio Amarelo, o prédio da Detran-RJ, na Avenida Presidente Vargas, e o Palácio Guanabara estão iluminados de amarelo.

Menos acidentes no Rio

Nos últimos anos, o número de acidente está em queda no Estado do Rio de Janeiro. Em 2016, foram 26.404 acidentes com vítimas. Em 2017, houve uma queda de 22,2%, com 20.535 acidentes, uma média de 1.711 acidentes por mês. O número total de vítimas também caiu de 38.266 para 31.006, 19%. Também houve queda (20,5%) na quantidade de pessoas feridas: 36.364 para 28.885.

No entanto, o número de mortes no local dos acidentes aumentou 11,5%. Este crescimento comprova que os acidentes estão mais violentos e a imprudência dos motoristas maior. Em 2016, 1.902 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, enquanto em 2017 foram 2.121 mortes, uma média de 177 por mês.

O local com maior número de acidentes em 2017 foi a Avenida Brasil. Foram 639 acidentes durante todo o ano, um média de 53 por mês. O segundo local com o maior número de colisões foi a Avenida das Américas, com 218 acidentes. Em seguida, estão a Avenida Dom Helder Câmara (151), Avenida Presidente Vargas (130) e Avenida Pastor Martim Luther King (122).

O município de São Gonçalo foi onde ocorreram mais acidentes na Região Metropolitana. Foram 1.221 acidentes em 2017, uma média de 102 acidentes por mês. Em seguida aparecem: Niterói (1.035), Nova Iguaçu (980), Duque de Caxias (888) e São João de Meriti (528).

O levantamento de número de acidentes nas cidades do interior do estado mostra as 10 cidades com mais colisões. A campeã foi a cidade de Campos dos Goytacazes, com 478 acidentes, uma média de 40 por mês. Em seguida aparecem: Petrópolis (307), Macaé (223), Teresópolis (221), Araruama (219), Nova Friburgo (214), Rio das Ostras (201), Cabo Frio (195), Saquarema (157) e Volta Redonda (148).

Nós somos o trânsito 

O movimento Maio Amarelo tem o objetivo de chamar a sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo, e é realizado há cinco anos em 27 países dos cinco continentes. Diversas ações coordenadas entre o poder público e sociedade civil acontecem em todo o país e colocam em pauta o tema da segurança no trânsito.

Este ano o tema da campanha é “Nós somos o trânsito”. A meta é mostrar que o trânsito é muito mais do que veículos, barulho e congestionamento. O trânsito é feito de pessoas. E são essas pessoas que cometem imprudências e que também são as vítimas dos acidentes.

Inscrições para Programa de Estágio da PGM começam...
Detran-RJ amplia atendimento noturno em vários pos...