Polícia e Ministério Público fazem operação para prender milicianos que atuam na Baixada Fluminense

Grupo é suspeito de atuar na venda ilegal de gás, de explorar distribuição de TV a cabo, fazer empréstimos a juros abusivos e furto de combustível. Uma pessoa tinha sido presa até as 8h20.

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) fazem uma operação para cumprir 11 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão contra um grupo de milicianos que atuam na Vila Urussaí, em Saracuruna, na Baixada Fluminense. Até as 8h20, uma pessoa tinha sido presa na ação.

Eles são suspeitos de atuar na venda ilegal de gás, de explorar uma central clandestina de distribuição de TV a cabo, fazer empréstimos de dinheiro a juros abusivos e de furto de combustível, cujo desvio seria feito diretamente na tubulação de óleo da Petrobras.

Na disputa pelo monopólio da venda ilegal de botijões de gás, pessoas foram mortas e a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, por isso, participa dessa operação. Até as 7h10 não havia informação sobre prisões e não houve troca de tiros.

CPMI da JBS ouve hoje ex-diretor do BNDES e ex-pre...
Lula diz que está 'lascado', mas que ainda tem for...