Prefeitura do Rio registra 667 atendimentos médicos no Sambódromo até hoje de manhã

Os postos médicos montados pela Prefeitura do Rio, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), no Sambódromo fizeram na primeira noite do Grupo Especial, até as 7h30 desta segunda (dia 12/2), 676 atendimentos, somando 1.219 desde o início dos desfiles, na sexta-feira. A maioria dos casos era de mal estar devido ao forte calor ou à ingestão de bebidas alcóolicas. Secretaria Municipal de Ordem Pública, ontem, removeu oito veículos estacionados irregularmente no entorno do sambódromo durante a noite/madrugada até às 7h de hoje. O objetivo do prefeito Marcelo Crivella é proporcionar a todos o melhor carnaval do Rio de Janeiro. No período, 19 veículos foram multados. No bloco “Simpatia é Quase Amor”, equipes da Prefeitura apreenderam, por venda irregular, 479 bebidas, entre cerveja, refrigerante, água e energético. Durante a passagem do bloco “Cordão do Boitatá”, na Praça XV, foram apreendidas 107 garrafas de vidro e 169 óculos de sol. Uma equipe do Grupamento de Operações Especiais da Guarda Municipalauxiliou no combate ao incêndio de uma barraca na Praça XV.

 

Uma senhora de 63 anos, que estava em um dos camarotes do Sambódromo, foi transferida para o Hospital Municipal Souza Aguiar, onde faleceu. Com histórico de problema cardíaco – segundo o marido que a acompanhava –, ela teve um mal súbito e foi levada para o posto da SMS. Foi prontamente atendida pelos médicos, recebeu os primeiros cuidados e foi transferida às pressas, em estado grave, mas não resistiu.O número de atendimentos no primeiro dia de desfiles do Grupo Especial este ano foi superior ao de 2017, quando 504 pessoas precisaram ser atendidas nos sete postos médicos da Sapucaí, com 25 remoções. Somando os dois dias de desfile da Série A com o primeiro dia do Grupo Especial, os atendimentos chegam, neste período, a 1.013. Muitos pacientes apresentavam sinais de desidratação, picos de hipertensão, torções e pequenos traumas. Vinte e um pacientes, com quadros mais graves, precisaram ser transferidos para hospitais de apoio. Ainda na área da Saúde, nesta terceira noite de desfiles na Sapucaí, a Vigilância Sanitária do município realizou 95 inspeções em bares, food trucks, bufês, camarotes, ambulâncias e postos de saúde: foram 12 multas aplicadas; não houve interdição nem alimentos inutilizados.

 

 

A Comlurb removeu 158 toneladas de resíduos no domingo de Carnaval, e o Lixo Zero multou 118 foliões. Até ontem, domingo, nos desfiles de blocos, já são 19 pessoas detidas pela Guarda Municipal da Prefeitura do Rio, desde a última sexta-feira. As prisões se deram por furto de celular, resistência e porte ilegal de arma de fogo. Muitas apreensões de produtos vendidos irregularmente também foram realizadas. Além do já citado acima, no desfile do Bangalafumenga, ontem, no Aterro do Flamengo, equipes da Prefeitura fizeram a apreensão de 3.651 bebidas diversas, entre cervejas, energéticos, vodkas e refrigerantes, sendo 426 garrafas de vidro. Foram apreendidos ainda 35 carrinhos para transporte, cinco triciclos, cinco churrasqueiras, além de grelha, guarda-sol, burro sem rabo, rádio, mesa, cadeira, fantasias e spray de espuma. Todo o material foi levado para um depósito municipal. As equipes de fiscalização de trânsito aplicaram 229 multas, sendo a maioria por estacionamento irregular. Do total de multas, 22 foram aplicadas no entorno do Sambódromo.

 

 

Durante as ações da Prefeitura do Rio para organizar o carnaval, especialmente em interdições de ruas e desvios de rota, foram utilizados 520 controladores da CET-Rio e 45 painéis, entre fixos e móveis. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa que foi iniciada a liberação da Rua Frei Caneca e do Viaduto 31 de Março, sentido Laranjeiras.

As interdições destas vias voltam a ser feitas às 19h de hoje (12/2), para suporte dos preparativos do Sambódromo. As demais vias do entorno do Centro permanecem fechadas até a quarta-feira (14/02). Veja mais detalhes dos fechamentos no entorno do Sambódromo: http://bit.ly/EsquemaCarnaval2018

 

Ferrugem e Swing e Simpatia foram as principais atrações deste domingo no Terreirão do Samba, da Secretaria Municipal de Cultura. O domingo registrou público recorde da temporada, com mais de 9 mil pessoas. O grupo Swing e Simpatia relembrou canções antigas, como "Encaixe Perfeito" e "Me Redimir". Já o cantor Ferrugem levantou a multidão com sua nova música de trabalho "Pirata e Tesouro", além dos sucessos "O Som do Tambor" e "Você e Eu", entre outros. As Filhas do Samba abriram a noite, convidando a cantora Dorina para uma roda de samba mais que especial. A programação de carnaval do Terreirão continua hoje com shows de Rodriguinho e Diogo Nogueira. Quem abre a noite é o Grupo Arruda, com o convidado Marquinhos Diniz. 

 

A equipe de acolhimento do Proteja, uma ação da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, realizou dois acolhimentos na noite de domingo. Foram dois irmãos, de 9 e 11 anos, filhos de um casal de Japeri. Outras 75 crianças receberam pulseiras de identificação. A ação oferece acolhida para filhos de ambulantes que estão trabalhando no entorno do Sambódromo. As crianças foram levadas para o abrigo Romão Duarte, no Flamengo. Os pais poderão retirá-las hoje ou deixá-las até o fim do carnaval. Além do Romão Duarte, o Proteja também conta com vagas de acolhimento no abrigo Obra do Berço, na Lagoa. Lá, as crianças recebem acolhida, alimentação e atividades lúdicas. Ontem, foram três acolhimentos, totalizando cinco crianças desde o início do carnaval, na sexta-feira.

 

 

SAÚDE

Os sete postos médicos da Secretaria Municipal de Saúde funcionaram esta manhã até o fim dos desfiles e a saída do público da Sapucaí. Hoje à tarde, às 16h, reabrem para a segunda noite de apresentação do Grupo Especial. Depois disso, voltam a abrir na terça-feira, para os desfiles das escolas mirins, e no Sábado das Campeãs. A Vigilância Sanitária manteve um estande do começo ao fim do desfile, para receber denúncias dos foliões em tempo real e orientá-los sobre a prevenção de riscos à saúde no período de folia.

 

SECRETARIA DE ORDEM PÚBLICA

Além dos carros rebocados e multados da noite de ontem até a manhã de hoje, mencionados acima, no domingo, 12, a Secretaria Municipal de Ordem Pública removeu 51 veículos estacionados irregularmente nas áreas interditadas para a passagem de blocos e carros alegóricos das escolas de samba. Já no sábado, 10, o total foi de 162 automóveis rebocados, sendo 79 em fiscalizações de blocos e no entorno do Sambódromo, e 83 em bairros como Centro, Copacabana, Gamboa, Ipanema, Maracanã, entre outros. A força-tarefa começou na sexta-feira, 9, por volta das 13h, e segue até 13 de fevereiro e no dia 17 no entorno e adjacências do Sambódromo e blocos de rua. 

 

O planejamento especial conta com 15 reboques e 25 agentes no período diurno, das 7h às 19h, e três reboques e cinco agentes no período noturno, das 19h às 7h. O objetivo é coibir os estacionamentos irregulares, dando fluidez ao tráfego e ao percurso dos foliões espalhados pela cidade. Está proibido o estacionamento em locais já regulamentados e nos definidos pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) por publicação. 

 

COMLURB

O domingo de Carnaval gerou 158 toneladas de resíduos em toda a cidade. Na primeira noite de desfiles do Grupo Especial no Sambódromo, a Comlurb recolheu 58,5 toneladas de resíduos da parte interna, nas limpezas noturna e diurna, sendo 4,8 t de recicláveis, que foram entregues às cooperativas parceiras. O Terreirão do Samba e o entorno do Sambódromo geraram 12 toneladas. Dos blocos de rua que saíram ontem outras 61 toneladas de resíduos foram retiradas, com o Simpatia é Quase Amor deixando para trás 25,7 toneladas. As áreas onde aconteceram bailes e coretos produziram 21,5 t de lixo. Da Av. Intendente Magalhães, em Campinho, foram removidas 5 toneladas de resíduos. O programa Lixo Zero multou 118 foliões, sendo 107 por urinar nas ruas e 11 por descarte irregular de pequenos resíduos. De sexta a domingo foram multadas 417 pessoas.

 

Foram mobilizados cerca de 2.000 garis para atuarem na limpeza dos blocos, bailes de rua, Sambódromo, Terreirão do Samba, entorno e Intendente Magalhães.

 

Blocos

Enquanto isso, a logística de limpeza do Carnaval de Rua baseada no Protocolo de Blocos, continua firme. O protocolo  define o quantitativo de mão de obra, contêineres, equipamentos e veículos de acordo com o tamanho do bloco, garantindo maior eficiência e agilidade aos serviços. O sistema de limpeza conta com até 1.100 garis por dia; 2.100 contêineres, 90 sopradores, 20 vaporizadores, além de 50 veículos entre caminhões compactadores, caminhões-pipas, carros lava a jato, caminhões basculantes, mini varredeiras, varredeiras mecânicas e mini basculantes. Os serviços especiais começaram no pré-carnaval e continuam até o encerramento da festa.

 

De acordo com o Protocolo, blocos de grande porte que estão desfilando hoje, segunda-feira, dia 12/02, como o Sargento Pimenta, no Aterro do Flamengo; o Bloco Virtual, no Leme; o Afroreggae, no Centro, podem contar com até 260 garis distribuídos em três turnos, 600 contêineres e 17 veículos e equipamentos. Outros blocos desfilam hoje concentrando também grande número de foliões, como o Banda do Riviera, na Barra da Tijuca, o Bloco de Segunda, em Humaitá, entre muitos outros. A Comlurb está presente, agilizando a limpeza em todas as ruas.

 

Lixo Zero

Os agentes do Lixo Zero, contabilizando 235 agentes de fiscalização da Comlurb e 140 guardas municipais estão atuando nos blocos, nas ruas dos desfiles e no entorno. Caso o folião seja pego em flagrante urinando em via pública pelas equipes de fiscalização, será passível de multa no valor de R$ 563,30, conforme o novo Artigo 103-A da Lei de Limpeza Urbana. Para descarte irregular de pequenos resíduos, o valor da multa é de R$ 205,60.

 

GUARDA MUNICIPAL

AÇÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO:

A GM-Rio e o CMDCA iniciaram sábado, dia 10, no Bloco Semente do Samba, que desfila em Vila Isabel, ação para conscientizar foliões sobre a exploração sexual infantil durante o carnaval 2018. Até 13 de fevereiro, equipes do Grupamento de Ronda Escolar (GRE) e profissionais do CMDCA vão atuar nos blocos infantis “Fanfinha” e “Largo do Machadinho, Mas Não Largo do Suquinho”, e no desfile das escolas de samba mirins para alertar a população sobre o problema e orientar sobre as formas de denúncia. Haverá distribuição de folder informativo sobre o tema e a bola-mania, que é uma atividade lúdica com confecção de bonecos e objetos com balões de gás. Os guardas também distribuirão pulseiras de identificação para evitar casos de crianças perdidas. Os casos de flagrantes de violações de direitos e crimes contra crianças e adolescentes serão encaminhados para as autoridades policiais.

 

PRÓXIMA AGENDA:

Terça-feira, dia 13, a partir das 15h

Desfile das Escolas Mirim

Local: Sambódromo.

 

 

TERREIRÃO DO SAMBA

Shows a preços populares. Os ingressos custam R$ 20, e moradores do Rio pagam meia entrada se apresentarem comprovante de residência ou o RG mostrando que são nascidos no Rio de Janeiro. Além de muita música, haverá distribuição de 15 mil preservativos. O Terreirão fica na Rua Benedito Hipólito, 66, Praça Onze.

 

 

Sambódromo será palco de desfile de grandes campeã...
Beija-Flor vai recorrer de liminar que interditou ...